Fazemos uma reverência quando ainda estamos na porta do Dojo, quando entramos no tatame, ao começar o treino e mais um monte de outras vezes durante o tempo em que estamos ali. Quais benefícios? Porque devo fazer? Frescura? Como você encara isso, e já pensou se isso te ajuda no dia a dia?

Boas práticas e educação são bem vindas em qualquer lugar do mundo, em ambiente profissional então, nem se fala. Reconhecemos em nosso intimo que estamos ali para aprender? Se assim reconhecemos, olhamos para todos com respeito, admiração, reservas e por ai vamos não é?

Um gesto mecânico, como a reverência, também leva uma mensagem subliminar; reconhecemos ali um local ou pessoa(s), com algo a mais para nos ensinar. Isso é o que diz a etiqueta no Dojo, mas e se colocarmos sentimento a esse pequeno gesto? A gratidão se manifesta, principalmente quando conseguimos algo que queremos muito…um cargo, presente, etc…e no nosso dia a dia, como manifestamos? Agradecemos a comida em nossa mesa, dinheiro para pagar nossas contas, nossa saúde e de nossos queridos ao redor? Lembramos apenas de agradecer quando vemos ou conseguimos vantagens? Voltando a reverência quando no Dojo, enquanto vamos nos tornando Aikidoistas ( colocar em nossas vidas os princípios da filosofia do Aikido ), é um gesto simples para você, um gesto doloroso, ou algo sem sentido, talvez pela nossa própria cultura?

Treinamos às vezes com parceiros que dificultam ou são difíceis para lidar ou executar determinados movimentos e no final ainda agradecemos, mas com vontade de mandar o cara lá praquele lugar né? Já fiz isso muito, ainda faço às vezes…sou humano oras bolas, rs. Todos nós estamos aprendendo o tempo todo nesse mundo.

Mas, se mudamos a dinâmica, para não ficar preso no problema, e enxergar como uma oportunidade de aprendizado com esse parceiro ou situação, seja com uma pessoa do escritório, em casa, na rua, etc… E se enxergar a situação como aprendizado?

As dificuldades em qualquer lugar da vida, nos trazem essa lição, então ao término da situação, seja no treino ou não, temos a oportunidade de aprender e “reverenciar” a situação como algo que nos foi oferecido como aprendizado.

Se ao invés de focarmos a situação como um “problema”, olhar como :“Qual ensinamento posso tirar disso?”. Treinar nossa mente para buscar algo positivo sempre, não focar no negativo.

Sempre, sempre a situação se apresenta para podermos aprender algo sobre nós mesmos.

NÃO PENSE NUMA MAÇÃ!

Rs…lógico que formou a imagem da maça na sua mente, eu também visualizei enquanto escrevo, rs. Quando focamos em algo, é assim que acontece na nossa mente, seja positivo ou negativo. Voltemos a reverência; na hora da discussão talvez seja difícil essa atitude, mas depois fica mais fácil se aliado a respiração pausada, podemos olhar de fora, aquilo que se apresenta em nossa vida.

Agradecer sempre, torna nossa vida mais suave, tiramos assim determinados pesos que vamos carregando nessa jornada, torna a comida mais gostosa, torna nosso relacionamento com o mundo melhor, nos torna mais felizes. Reverenciar também é reconhecer que somos imperfeitos e estamos ali para melhorar, seja no Dojo, em casa, ou em qualquer lugar, pois estamos sempre aonde precisamos estar, e podemos sempre tirar o máximo de proveito.

Reverênciar, ou abaixar a cabeça no Dojo, vai nos ensinando, inconcientemente, a olhar para nós mesmos, que é o que estamos trabalhando em qualquer lugar, o tempo todo, não apenas no Dojo. Estamos o tempo todo de nossa vida lidando com alguma coisa, emocional, física, mental….então, agradecer, reverenciar nos torna pequenos aos olhos de alguns, mas grandes perante muitos outros. 

Fazemos isso inconscientemente no Dojo, mas que tal começar a fazer conscientemente?

Enxergar nos problemas algo a ser aprendido?

Enxergar nas coisas mais simples, algo a ser reverenciado? Isso é hábito, por isso aqueles que continuam na vida, levando a gratidão/reverência, começam a ter uma melhor postura e execução durante os treinos/vida.

Treinamos a dinâmica da vida no tatame, caimos, levantamos, ficamos com alegria/raiva, etc…

Vamos olhar as coisas com mais gratidão e agradecer/reverenciar até as coisas simples do dia a dia? Você ganha, as pessoas ao redor e todos ganham com isso!

Para se avançar, seja no treino ou na vida, precisamos aprender a lição “Humildade”.

Assim passamos de fase e podemos agradecer/reverenciar a situação que nos foi oferecida.

Tudo nessa vida é aprendizado, mas temos a opção de escolher enxergar da forma que for mais conveniente no momento em que nos encontramos. Você prefere carregar dor, raiva, medo, ou procurar aprender, seguir em frente, ser feliz?

Grato a você que leu, se esta mensagem pode servir a algum conhecido, compartilhe!

Um abraço!

Douglas Vitkauskas Pereira
09/11/2018

Aikido e Yoga em Santana Avenida Braz Leme

FÍSICO E MENTAL

Trabalhados e alinhados. Agende seu horário!

CRIANÇAS • JOVENS • ADULTOS